12/08/12

A Clara e um bocadinho de José Luís Peixoto


No centro do jardim há uma flor. Uma flor amarela, bonita e muito simpática. Rodeada de verde, de orvalho e da primeira luz do dia, acorda sorridente e beija o sol de olhos fechadinhos e apaixonados. “Uma aragem suave, mas definitiva, empurra-lhe os sentimentos” e a flor amarela abraça a brisa com tanta doçura que nem se vê. Logo o vento fica mais vigoroso e, mensageiro, leva ao sol o beijo de todas as cores do mundo.

Frase “Uma aragem suave, mas definitiva, empurra-lhe os sentimentos”
Uma casa na escuridão, José Luís Peixoto

Clara Costa Lopes