11/08/12

Uma história verdadeira, da Sandra Paulino


Filho?         
Mamã?
A mamã tem que contar uma coisa. Tremo.
Sabes, filho… Hesito. Olhos grandes muito abertos.
O avô… o avô morreu e é agora uma estrelinha. Está no céu.
Chora, chora muito.
Tinha um coração tão grande, mamã. Abraço.
Boa noite, avô, até amanhã, avô. Gosto muito de ti. Todas as noites.
É ele a estrelinha mais brilhante. É amigo da Lua. Às vezes esconde-se atrás das nuvens, mas está sempre a espreitar.
Dorme bem, avô.
Sandra Paulino

Sem comentários:

Publicar um comentário