20/10/12

Zonzos ficamos nós, depois de ler!!!


Antes, Belarmino Cocoricó dizia-se esperto. Franganote!
Era o galo cantor mais hábil de sempre. Inchava, jubilava, luzia, se mais de nove ovos chocados, pintos quase, rebolavam para o seguirem. Tinha-se em boa conta: um vate, um xamã, Zeus de penas e crista.
Zonzo deixou-o o xiripiti bebido vitoriosamente de um trago. Se o roubou, quase-delito, ao peru Olindo, não foi por mal. Livrou-o outras vezes do irritante humano guloso. Ficou enjoado depois, cantor borracho e afónico!

Carla Lages, 33 anos, Portugal.

(desafio nº 20!)