29/11/12

O Baile


Íamos ao baile. Um baile especial num local idílico, como só os sonhos permitem. Apanhámos o barco da imaginação, mas a falta desta provocou um choque com um icebergue.
Queríamos ser as primeiras!
Irritadas, chegou-nos a mostarda ao nariz, valeu-nos a paciência da Daniela explicando que a dança mais importante era a latina, esta a última do concurso.  
Finalmente chegámos ao polo Norte onde o Pinguim Narigudo trajado a rigor porque era domingo, nos recebeu  para dançar.     


Maria Rosélia Palminha, 64 anos, Portugal

Sem comentários:

Publicar um comentário