13/06/13

Dois em um

Dia de Santo António. Almoçávamos  no terraço, sardinhas assadas.
Sintonizámos a Rádio "SIM".  Cantava  Fernando Farinha, fado "O Soldado na Trincheira".
SIM, SIM, todos gostamos destas  músicas.
A avó retrocedeu no tempo. Recordações avivaram-lhe a memória. 
Lembrou seu namorado. No cais o barco silvou. SIM, partiu para a guerra. 
SIM, esperou-o!...
Não, não voltou!..  
Duas lágrimas silenciosas rolaram-lhe entre as rugas sinuosas do seu rosto. 
SIM, estava bem.  
Ah! SIM, estas lágrimas! 
Uma é Saudade, outra Felicidade! 

Rosélia Palminha, 65 anos, Pinhal Novo 


Sem comentários:

Publicar um comentário