24/06/13

Tonto apaixonado

, hoje, foi magnífico. Um tonto apaixonado. Fez-lhe uma declaração de amor. Daquelas que vêm das vísceras e da alma. Sentiu-se princesa num trono.
Contou-me o que acontecera assim que chegou ao trabalho. Perguntei-lhe: tu, que disseste? Simplesmente, que também o amava. Noto a sua felicidade. O e rosto espalhava serenidade, beleza. Disse-lhe que ficava feliz por ela. Abraçando-me, sussurrou: vou-lhe oferecer uma prenda: um livro chamado TorontoTorno rumo à secretária, deixando-a com face iluminada.

Isabel Pinto, 43 anos, Setúbal



Sem comentários:

Publicar um comentário