17/07/13

As abelhas

Verão, na tarde quente, nem o intenso zumbido à volta da colmeia fazia prever o que estava prestes a acontecer, novo enxame chegara. Grande azáfama! Uma multidão de operárias, zangãos e sua alteza a rainha aglomerados à porta fugiam dos inseticidas pulverizados pelo avião que matam mais que praga de ácaros. O reduzido número de quadros disponíveis não permitia a sobrevivência de toda a população da nova colónia recém-chegada. Em Julho abafadiço, fica a abelha no cortiço.

Alda Gonçalves, 46 anos, Porto

Desafio Rádio Sim nº 3 - provérbios de Julho

Sem comentários:

Publicar um comentário