16/11/13

De saco cheio!

O CAOS tinha-se instalado na sua vida. Avisada, não fizera CASO. Agora vivia com uma cabeça OCA que só lhe enchia o SACO. Sentia ASCO, mas orgulhosa, disfarçava pedindo-lhe ajuda como se isso fosse habitual.
– COAS o molho, querido?
– Olha o arroz, não COSA demais…
Naquela noite, ele não estava nem aí. Aturar a sogra e a chata da cunhada era obra! E deixou esturrar o jantar...
Foi então que ela lhe atirou  a SOCA à cabeça...

Isabel Lopo, 67 anos, Lisboa

Desafio Rádio Sim nº 7 – anagramas com S C O A

Sem comentários:

Publicar um comentário