21/09/14

O adversário do pintarroxo

Não há um dia que o pintarroxo não bata no vidro.
– Olhe mãe, ele deseja entrar.
– Oiça, querida, gosta da presença humana mas não quer estar consigo. Vê a sua própria imagem refletida e torna agressivo. Este xenófobo não suporta outros congéneres.
– Ó mãe, então combate moinhos.
– Exatamente, menina.
No dia seguinte, está pegado um moinho ao vidro. Porque o nosso pequeno dom Quixote não viu adversário, foi-se embora. Do adversário sobrava o nada em que se transformara.

Theo De Bakkere, 61 anos, Antuérpia, Bélgica
Desafio nº 74 – nada em que se transformara