10/10/14

Poder mudar

Ao longo da vida, acredito e ajudo as pessoas, depois sou enganada. És tão parva… digo para mim própria. Ainda acredito, na boa fé das pessoas. És tão parva… repito para mim. Como é possível, acreditar que as pessoas vão mudar. És tão parva... penso para com os meus botões… quem nasce torto tarde se endireita. És tão parva… abre os olhos rapariga, digo para ninguém ouvir… sim, sou parva, mas continuo acreditar que se pode mudar.

Sissi, 39 anos, Vila Real

Desafio RS nº 18 – frases repetidas no texto