20/02/15

Tininha

Tininha, artista travesti de tez escurinha, teimava treinar à tardinha na tasquinha.
Tinha um torcicolo, uma tenalgia e tornozelo torcido por ter tropeçado e ter caído.
Titubeava de tala sem tremer e tentava ensaiar.
Todos admiravam tamanha tenacidade e talento.
Brevemente teria actuação transmitida na televisão e temia ser tratada como trambolho tosco e trapalhão.
Tininha motivada trabucava dizendo tarameleira:
– Público tradicional normalmente rejeita este trabalho. Preciso trabalhar triplicado!
O tempo passou. Tininha participou. Trouxe o troféu!

Márcia Gomes, 36 anos, Vila Nova de Famalicão

Desafio nº 61 – palavra sim, palavra não começada por T

Sem comentários:

Publicar um comentário