22/05/15

Avidez

Mesmo depois de tudo, ainda era ávido. Aquele encontro desconstruíra toda a muralha que preparou. Estava tão ávido pelo sabor de seus beijos que não ofertou resistência. Nunca se sentira tão ávido, qual tuareg no deserto. Amou como se fora a última vez.
Incompreensivelmente permanecia ávido por mais, ficar absorto, entregue, pleno. Parecia que se esquecera de tudo, que o tempo não passara. Era ávido por amor, fome infinda de amor. Ávido, cobiçoso de apenas ser feliz.

Roseane Ferreira, Estado do Amapá, Macapá, Extremo Norte do Brasil

Desafio nº 12 – uma palavra que aparece meia-dúzia de vezes, pelo menos

Sem comentários:

Publicar um comentário