22/05/15

Que raiva!

“As aparências iludem”, mãe! – atirei-lhe em desespero.
Mais uma daquelas e a minha vida desmoronar-se-á, de novo. Afinal, se já ninguém duvida do meu amor pelas crianças, por que tenho ainda de me controlar?! Mas, agora, uma saída em precária para os ver era tudo para mim. Não podia ceder mais a impulsos. Que raiva!
Na última visita disparou na minha direcção, já num tom condescendente: 
– “À mulher de César não basta sê-lo tem de parecê-lo”…

Graça Santos, 56 anos, Paço de Arcos

Desafio nº 90 – com provérbios contraditórios

Sem comentários:

Publicar um comentário