18/05/15

O peneirento

O elefante esmagou um lírio quando tentou apanhá-lo para presentear à sua amada. Soltou-se tanto pólen que o animal, até então sadio, começou a padecer de uma tosse seca, persistente, acompanhada de espirros que atravessavam a floresta.
O guarda fartou-se de ouvir: Atchim! Atchim! Procurou um agrafador e agrafou-lhe as narinas! Por isso o elefante passou a andar sempre de tromba empinada. Ganhou fama de peneirento, nunca mais ofereceu flores e sozinho ficou até morrer de tédio...

Faísca Maria, 58 anos, Faro

Desafio nº 89 – hist c tosse+lírio+elefante+agrafador

Sem comentários:

Publicar um comentário