07/05/15

Opostas simetrias

- Ando desarvorado, nada me acolhe. Sinto frio...
- Concentra-te no real, age, põe ações no pensar,
- Não consigo! Dentro de mim há um turbilhão de sentimentos...
- (ic, ic, ic) só sei chorar,
- Isso não adianta, nem resolverá teus problemas, seja firme!
- Como? Sou bobo demais, pareço manteiga derretida...
- Amar não deve ser sofrer...
- Há que ter alegria, mas, pés fincados na realidade, no chão...
( )
Partiram, então, em direcções opostas.


Roseane Ferreira, Estado do Amapá, Macapá, Extremo Norte do Brasil
Desafio nº 11 – diálogo com frase final imposta: Partiram então em direções opostas.
Publicado aqui: http://www.anezinha.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=5234802

Sem comentários:

Publicar um comentário