15/06/15

Como um relógio partido

Quando te vejo, amargura-me  saber a ruína em que te tornaste..
Quando te vejo, ralo-me  por ti, por mim, pelo que fomos...
Lembro-me dos metros que percorri para te ver, para te amar..
Lembro-me das peúgas que rompi, com medo de não te encontrar..
justiça não se fez, o meu amor foi em vão...
Escolheste a rapariga de olhar doce que te largou da mão…
Desfeito, pareces um velho relógio partido, que nenhum relojoeiro sabe salvar!

Isabel Lopo, 69 anos, Lisboa

Desafio RS nº 26 – 7 palavras impostas em 7 frases de 11 palavras