23/06/15

Internado

Ele, aquele que chegara havia menos de um mês, mostrava toda a revolta ao sentir a indiferença a que era votado.
Os dias preenchiam-se de uma repetição cansativa, de momentos sem história.
– Você está doente – dissera o médico, num tom frio. – Terá de ficar internado.
Hoje, decidira dar um basta àquele modo narcotizado de viver e ocultara os medicamentos na pequena gaveta. Livre, fez voar a bandeja do almoço sem sal, para espanto dos ocupantes da enfermaria.

Quita Miguel, 55 anos, Cascais

Leiam outros textos aqui: http://quitamiguel.blogspot.pt/
Desafio nº 92 – associar: frio, espanto, revolta e repetição