16/06/15

Ladrão por amor

Amava cegamente, por isso, deixou a hesitação ir pelo ralo abaixo.
Um dia meteu-se no metro e saiu na estação do Rossio. Poderia ser ruína o que ia fazer, mas não havia volta. Subiu as escadas, enfiou a peúga de lã na mão direita. Dirigiu-se à montra do relojoeiro, olhou para um lado e outro. Enfrentaria a justiça talvez, mas roubou o relógio, partindo a montra.
Queria ver a joia brilhar no pulso da sua doce amada!

Domingos Correia, 57 anos, Amarante

Desafio RS nº 26 – 7 palavras impostas em 7 frases de 11 palavras