21/10/15

Porto Vintage

As minhas férias começam tradicionalmente com um delicioso porto vintage à avenida da liberdade.
Uma vez aconteceu-me o seguinte:
Sentado numa esplanada, alguém bateu-me no ombro, olhei para trás mas observei ninguém. Claro, o patife encontrava-se no meu ombro oposto e tinha furtado despercebidamente o cálice com porto, esvaziou-o num só guloso trago, e foi-se embora.
A acção  era tão hilariante que os clientes na esplanada rebentavam a rir. Mesmo eu, a vítima desse capricho, devia rir.

Theo De Bakkere, 63 anos, Antuérpia, Bélgica

Desafio ESCRTV nº 1 – um momento de riso!