26/10/15

Viúva

Janela. Doía-me a vista. Um formigueiro apoderou-se dos meus braços e das minhas pernas. As esperas são fatais, matam o tempo dentro do coração, as palavras atrapalhavam-se dentro e não tinha o que te dizer quando fosse para te dizer. Mas o corpo sabe e tudo será diferente na convulsão do sexo, tu saberás que eu estive sempre contigo. Porta. Entrarás como um herói, porque voltaste, não quero saber do mundo em chamas. Sou a tua viúva.

Constantino Mendes Alves, 57 anos, Leiria

Desafio RS nº 13 – … palavras atrapalharam-se dentro…

Sem comentários:

Publicar um comentário