29/12/15

Vinha para ficar

Já passaram 7 noites desde que viera em visita apressada pois tinha que apanhar o 7 das 7 horas. Antes de sair repetira 7 vezes que voltaria com mais calma. E telefonaria todos os dias.  No entanto, tanto o telefone como o telemóvel mantiveram-se mudos.  Nem um toque quanto mais 7. Claro, foram apenas intenções.
Hoje é o dia 7 do mês também 7. Toque estridente da campainha da porta. Voltou. Vinha com as malas para ficar.

Rosa Maria Pocinho dos Santos Alves, 52 anos, Vila Nova de ancos
Desafio nº 7 – história onde entre 7 vezes o número 7