21 janeiro 2016

Hum... onde estarão?

Eu tinha apenas seis anos quando os meus pais me ofereceream as minhas primeiras (e últimas) chuteiras. Creio que eram, pelo menos, dois números acima do que eu usava normalmente, mas isso não era um problema para mim. Eu amava-as. Durante muito tempo levei as minhas sapatilhas para a escola, sem me importar com nada. Só as tirava para dormir. Um dia levantei-me e já não estavam ali... A minha mãe ainda hoje nega saber onde estão...

Lucía Ruiz, 19 anos, Torrelavega, prof Paula Pessanha Isidoro

Desafio Escritiva nº 4 – homenagem às sapatilhas

Sem comentários:

Enviar um comentário