21 janeiro 2016

Maravilhosas

Minhas queridas, vocês sempre foram umas lutadoras. Vocês sempre batalharam por mim e pelos meus sonhos. Lembraram-me que a dor é passageira mas o orgulho é eterno. Lutaram até onde as suas solas permitiram, mas já não podemos desafiar o destino. Eu tenho muito orgulho em vocês, minhas sapatilhas amadas. Vocês partem, mas estarão sempre presentes na minha vida. Obrigada por terem dedicado toda a vossa vida a mim e por terem sido sempre umas sapatilhas maravilhosas.

Lara Lagoa Patiño, 21 anos, Vigo, prof Paula Pessanha Isidoro

Desafio Escritiva nº 4 – homenagem às sapatilhas

Sem comentários:

Enviar um comentário