01 fevereiro 2016

Aquele crápula...

Nada mais havia a fazer, pensou ela. Iria chegar atrasada ao tribunal. Se tivesse evitado a hora de ponta… talvez não estivesse agora metida numa alhada. Piorando a situação, a chuva intensa obrigara a cortes no trânsito. Tantas vezes imaginara a cara dele quando a visse testemunhar. Sim, aquele crápula tinha que ser punido. Agora, restava que o juiz também faltasse ao julgamento. Com sorte, estaria encalhado numa outra rua da cidade e a audiência seria adiada…


Amélia Meireles, 62 anos, Ponta Delgada

Desafio nº 103 – 3 frases impostas por ordem

Sem comentários:

Enviar um comentário