13 março 2016

Gémeo?

Era um aldrabão nato. E sabia tirar partido disso, pois enganava quem quer que fosse.
Tanta gente enganou, que um dia, um que se julgava mais esperto
resolveu pagar-lhe na mesma moeda.
Dizia-se amigo dele, e a quem devia uma certa quantia de dinheiro.
Muito aprumado, de cigarro na boca, subia a rua descontraído,
quando ouviu chamar.
Voltou-se e deparou-se com uma das suas vítimas, e apressou-se a dizer.
Olhe que eu sou o gémeo do Freitas.

Natalina Marques, 56 anos, Palmela

Desafio nº 83 – texto sobre imagem de Francisca Torres

Sem comentários:

Enviar um comentário