20 abril 2016

Greve

Estou cansado! Sempre a trabalhar sem qualquer compensação. Já estou farto das panelas que me sujam de propósito e me fazem sentir horrível, já para não falar na lambisgoia da frigideira. Essa fica toda feliz quando me enche de salpicos gordurosos. Que pouca sorte a minha! Sempre a aguentar aqueles discos quentes que me queimam só por maldade. Ninguém me compreende e hoje vou fazer o que já devia ter feito há muito. Hoje, estou de greve!

Sara Catarina Almeida Simões, 28 anos, Coimbra

Desafio Escritiva nº 2 – greve na cozinha

Sem comentários:

Enviar um comentário