15 abril 2016

Josefa, a bruxa

Desde pequena que me avisaram para não confiar nela. Mas, agora entendi a razão. Quando senti o meu mundo desabar, a Josefa foi a única pessoa a ouvir-me. Desabafei com ela contando-lhe os problemas que tinha, e ela apoiou-me e auxiliou-me. No dia seguinte, os meus problemas eram o falatório da aldeia. Fiquei arrasada e fui até à casa de Josefa. Lá, encontrei-a a mexer um caldeirão e percebi que ela é mesmo uma bruxa muito manhosa.

Sara Catarina Almeida Simões, 28 anos, Coimbra

Desafio RS nº 28 – Josefa, intriguista e bruxa

Sem comentários:

Enviar um comentário