03 julho 2017

Paula Castanheira ― desafio nº 120

Era uma janela como qualquer outra, nela escorriam pequenas gotas, testemunhas últimas deste outono sombrio; naquela manhã, Laura encostou-lhe a testa, cerrou os olhos e desejou retomar todos os sonhos esquecidos, as leituras adiadas, os amigos, a paz!
Acreditou ter encontrado o caminho da libertação, decidiu assumir as rédeas do destino. Iria começar por comprar uns ténis, dar um corte ao cabelo, correr na marginal... mas a janela só lhe trouxe a imagem de Mary!
Que fazer?
Paula Castanheira, 53 anos, Massamá

Desafio nº 120 ― reencontrar o caminho sem V nem F

Sem comentários:

Enviar um comentário