21/10/17

Ana Beatriz - desafio 114

Naquele mar de gente, apenas duas pessoas conversavam. Todos os outros olhavam para os telemóveis. Inevitavelmente, os dotes do Chico foram despertados.
Havia tanta proximidade! O tema parecia sugá-los! Algo invisível os unia fortemente. Ao Chico, nada escapava. A observação ― adicionada aos estudos ― deu-lhe a resposta. Descobriu a razão de tanto enleio. A chama laranja, incandescente, era inconfundível. Aquelas almas eram gémeas, não tinha dúvidas! Havia um rio de fogo ligando aqueles dois seres.
O oculto enobrece!
Ana Beatriz, 39 anos, Lisboa

Desafio nº 114 ― trocar as voltas ao ditado popular