29/11/17

Margarida Freire ― desafio 1

Foi no “Cavaleiro Andante” que a conheci.
Amor à primeira vista, daqueles que guardamos no coração Vida fora. Um dia, fui ao seu encontro.
Manhã enevoada, quando comecei a subir a Serra, que tem um nome curioso – Água de Pau.
As voltas sucediam-se, a neblina ia cedendo à pressão da Grande Estrela. Em breve esta brilhava em todo o seu esplendor.
Parei, olhando-a num SORRISO feliz. Senti que tinha valido a PENA.
Finalmente, a Lagoa do FOGO…
Margarida Freire, 75 anos, Moita
Desafio nº 1 – palavras impostas: pena, sorriso, fogo