30/11/17

Susana Sofia Miranda Santos ― desafio 130

Que espiga terrorífica!
Quando jogava futebol, o Rafael provocou, abruptamente, mil estilhaços no vidro da janela do gabinete da directora.
Esta, sendo extremamente austera, até tinha a alcunha de "Cruela"... ficaria de castigo eternamente.
A visão enevoou-se, os óculos quase saltaram dos olhos... que desgraça!
Mas vislumbrou esperança na sobrevivência, porque ela estava gentil.
Somente ordenou-lhe que fizesse um trabalho sobre "O desporto é pai da violência; a literatura é mãe do progresso".
Afinal, os milagres acontecem!
Susana Sofia Miranda Santos, 38 anos, Porto
Desafio nº 130 ― de espiga a esperança


Sem comentários:

Publicar um comentário