16 maio 2018

Diário 77 ― 49 ― Que viagem


A viagem era acidentada… Um degrau de pedra, relva a dificultar-lhe os passos, água impercetível a atrapalhar-lhe a orientação. Mas continuava, determinada. Tinha quase a certeza de que era dali a dois vasos.
E não se enganara. O problema era… tudo! Não havia prima nem primo, tio ou cunhada que não tivesse aparecido. Era difícil chegar ao objetivo!
Cansada, a formiga encostou-se a uma folha. Aquele bocado de gelado parecia um centro comercial de humanos num domingo!!!
Margarida Fonseca Santos


Sem comentários:

Enviar um comentário