25 maio 2018

Diário 77 ― 58 ― Campónio


O lampião atira rimas aos outros. Os portistas, irritados, atiram cânticos contra si, como sina ritmada. Coitados… Mas o lampião, malandro, não cala a canção. Ai, aí tramaram-no: o lampião, a sós, contra tantos tipos? Não, não! Atrás do plátano, cria a ilusão: como macaco, salta para os ramos altos, não o topam mais. Com ânimo, ali poisa, ali acampa. Dias, anos, coitado… O lampião passa a campónio instalado no cimo dos ramos. Atira rimas aos pássaros.
Desafio nº 140 ― 12 letras A I O L P C R D S T M N
Margarida Fonseca Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário