19 junho 2018

Isabel Lopo ― desafio 143


Na reunião da bicharada faziam-se conjeturas. «Imagina», dizia a barata, «que tu, formiga, encarnavas a cigarra...»
«Eu que gasto os meus pés a trabalhar, transformar-me nessa inútil!», retorquia a formiga.
«Mas canta e encanta», dizia o gafanhoto, «enquanto tu és uma chata...»
A formiga ficou a matutar naquilo... À noite, enfeitou-se e pôs-se à janela a cantar. Mas desafinou e todos fugiram.
Quando acordou viu um grande cartaz: FORMIGA QUE ENCARNA EM CIGARRA, SÓ ASSUSTA A BICHARADA.
Isabel Lopo, Alentejo
Desafio nº 143 ― novo ditado popular

Sem comentários:

Enviar um comentário