21/09/18

Diário 77 ― 92 ― A partir de hoje

Queria dar-lhe o aval que me pedira, mas nunca cheguei a fazê-lo.
Era uma criatura sinuosa, de palavras moles e sentidos escondidos, olhos onde nunca transparecia a alma. Chamavam-lhe tantos nomes diferentes que nunca cheguei a saber o verdadeiro.
Passaram-se três meses e três dias sobre o pedido e a minha inação. Sei que assim foi, ela mesmo mo lembrou. Senti o golpe na nuca e ouvi dizer:
Lava-me esta casa! A partir de hoje, é minha.
Margarida Fonseca Santos
Desafio nº 17texto que contém pelo menos uma palavra simétrica


Sem comentários:

Publicar um comentário