13/10/18

Elisabete Anastásio ― desafio 134


Chegou demasiado tarde. A boa da Clô não esperara por si. Claro, já se sabia! Ai, Clô! Sempre a mesma coisa! Não fosse ela a Clô! Um dia ainda há uma coisa séria e… Esta vida! Tinha sempre “mais que fazer para poder perder tempo”. Pronto, nem havia hipótese. Atender-lhe os telefonemas, nada. Responder a uma simples mensagem, a mesma história. “Não há dúvida. Ela sabe o que e como quer. E andamos todos na linha ou…”
Elisabete Anastásio, 56 anos, Setúbal
Desafio nº 134 ― «Chegou atrasado…»

Sem comentários:

Publicar um comentário