20/11/18

Paula Castanheira ― desafio 154


Um bombardeamento aéreo. Uma ponte que sucumbe. Assim se sentia Rosinda!
Tremia sem controlo. A empresa estava financeiramente falida!
Tinha prometido ao velhote manter a fábrica e certamente teria cumprido. Sim teria!
Mas a paixão colou-se-lhe a cada centímetro da sua existência. Ela cega e vulnerável, acreditou em todas as mentiras com que Augusto lhe metralhava o coração.
Misteriosos negócios, que ele enrolava com mestria em juras de amor, deixaram-na sem dinheiro.
Amou. Perdeu. Só queria fugir!
Paula Castanheira, 54 anos, Massamá
Desafio nº 154 – palavras com M E T R

Sem comentários:

Publicar um comentário