11/12/18

Amália da Mata e Silva ― desafio 157


Era uma mulher cheia de ideias. A sua vida, ligava-a à música: era a banda da
aldeia, as aulas, a sua aprendizagem... Um dia, a embriaguez, de um viajante, deixa-
a paraplégica e a vida tal qual a vivera, ruiu. Tristes dias viveu!
É persistente e nada a deterá.
Luta para que a vida de “diferente” seja mais fácil, derruba barreiras físicas, altera mentalidades, funda uma “Casa de Ajuda”.
Trabalha na Autarquia e a sua cidade está bem melhor!
Amália da Mata e Silva, 63 anos, Vila Franca de Xira
Desafio nº 157 ― hist de coragem sem O


Sem comentários:

Publicar um comentário