20/12/18

Francisca Reis ― desafio 157

Chegava de mentir, de fugir, de escapar…
A mentira tem perna curta, sempre me disseram.
E ali estava eu a mentir, mais uma vez… Já nem sabia quantas vezes se sucedera tal disparate. A mentira tinha realmente perna curta e eu sabia. Bastava de me rir sem partilhar a desgraça.
A mentira tem perna curta.
E assim saiu:
― Mãe, perdi-me na viagem para casa.
Mas que desgraça! Agora era a minha vez de ir passear a cadela!
Francisca Reis, 17 anos, Cantanhede
Desafio nº 157 ― hist de coragem sem O

Sem comentários:

Publicar um comentário