23/02/19

Natércia Tomás ― desafio 164

Ora bolas! Até quando tenho que ficar aqui? A culpa é do armeiro que me construiu sem robustez suficiente, da tempestade que nos fustigou, do comandante que não me soube manobrar, do rochedo estúpido que se atravessou na rota, de Deus, do Diabo, sei lá. Eu, que devia estar agora a singrar os mares, veloz e soberbo, aqui estou, esquecido, ignorado, substituído, reduzido a esconderijo de peixinhos idiotas. E se nunca me encontrarem? Se nunca me descobrirem?
Natércia Tomás, 65 anos, Caldas da Rainha
Desafio nº 164 ― imagem de navio afundado

Sem comentários:

Publicar um comentário