21/02/19

Roselia Bezerra ― desafio 164

Querido Mar,
Hoje converso contigo,
Calmamente.
Todos os dias o faço,
Estou diante de ti sempre.
Posso refletir sua ternura
Ou posso ser tão bravia...
Não ouso sê-lo, entretanto...
Posso te pedir algo?
Não me deixes naufragar
Nem aos que tanto amo.
Abraça-nos
Com suas ondas brandas
Rendadas...
Sejam marolas delicadas,
Não mais,
As que venham nos banhar!
Nas águas do mar da vida,
Nada nos faça afundar,
Definitivamente.
Muito obrigada, Mar amado,
Mantenha-nos em terra firme!
Roselia Bezerra, 64 anos, ES Brasil
Desafio nº 164 ― imagem de navio afundado