02/04/19

Célia Costa ― desafio 168

O caso era surpreendente. Farto de rodopios ao vento, o galo embeiçou-se com a gargulazinha arruinadadiferente de todas − a única que bebia da chuva que ele chamava; não a derramava desbocadamente. As pessoas associaram-se ao encantamento da ave, estenderam os olhos até ao cimo da torre. «Notre Dame!» − bradaram os mais sensíveis. A pobre ave desfez-se do firme poiso enferretado, fitou todos os azuis do céu e sucumbiu à lei que ali se fez muito mais grave.
Célia Costa, 47 anos, Malveira
Desafio nº 168 ― o caso surpreendente

Sem comentários:

Publicar um comentário