28/04/19

Isabel Sousa ― desafio 125


Quando Rododendro chegou ao jardim, as flores, em tornado, desmaiavam, suspiravam ― atormentavam-se. Ele conhecia os seus poderes e ficava incomodado. Pobres flores, momentaneamente ficavam mais coloridas, mas depois mergulhavam numa profunda angústia.
Após longas reflexões, Rododendro teve uma ideia:
― Talvez com um namorado o tornado abrande! ― Mal o pensou, logo o resolveu.
Assim, não se sentia tão culpado, tinham companhia.
Algumas aceitavam compassivamente o destino. Outras, porém, preferiam amar o brilho interior, ignorando os esquemas de Rododendro.
Isabel Sousa, 38 anos, Lisboa
Desafio nº 125 – tornado no jardim

Sem comentários:

Publicar um comentário