15/04/19

Theo De Bakkere ― desafio 169


Em pânico
Um alarme soou. Calei-me e, porque ninguém espera daquilo que não pode ser predito, reagia em pânico. Um cheiro a queimado saía da cozinha. Lembrei regras em caso de incêndio, mas imprecisas:
Não perca o sangue frio e proteja-se com uma coisa qualquer molhada.
Pela saída de emergência fugi em pijama para o vestíbulo hoteleiro, com uma toalha encharcada enrolada à cabeça.
Ora, o gerente não arriscava dizer que um bolo queimado causara o alarme. Podia arriscar…!
Theo De Bakkere, 67anos, Antuérpia, Bélgica
Desafio nº 169 ― frase ao contrário

Sem comentários:

Publicar um comentário