10/08/19

Graça Pinto ― desafio 180


Nada no mundo se poderá comparar ao riso de minha mãe. Simples, rasgado, sem cobranças. Um riso autêntico que me fazia mergulhar nas profundezas do ser, acalentando-me a alma.
As recordações daquela outra vida, as memórias que como résteas continuam coladas à pele, invadindo, molhando insistentemente meus olhos.
Dizem que o tempo é o melhor remédio para curar dores da alma. Mas ele insiste, ingrato, não precisando de relógio, mostrando que um capitulo da minha vida encerrou.
Frase do livro “Ave de mau agoiro”, de Camilla Lackberg, pág.191
Graça Pinto, 61 anos, Almada
Desafio nº 180 ― 10 palavras do livro que estamos a ler

Sem comentários:

Publicar um comentário