31/08/19

Helena Rosinha ― desafio 183

Todo o mar num último relance.
Odeio despedidas - mexem com os sentimentos - mas esta é a derradeira. Não sobreviverei longe da razão da minha existência, sei-o bem. É o fim de dias, noites de vigia, perscrutando mar e céus; o fim das rondas com a arara, companheira de cativeiro, palrando empoleirada no meu ombro. 
Ao largo, as gaivotas gritam a mágoa que me preenche. Com o novo radar, eu, Natan, velho faroleiro, tornei-me obsoleto. O vazio aguarda-me.
Helena Rosinha, 66 anos, Vila Franca de Xira.
Desafio nº 183 ― 3 ou mais palíndromos no texto

Sem comentários:

Publicar um comentário