26/09/19

Helena Rosinha ― desafio 185


Imprópria para consumo”. Indignada com o veredicto, interrogo-me sobre tamanha infâmia, evocando imagens vívidas, intensas. Eu — intrépida, fresca, impoluta, pulando fragas, invadindo planícies, servindo indiscriminadamente todos, incapaz de recusar-lhes instantes prazerosos — sou insultada desta forma insidiosa. Poderia ignorá-los, mas incomoda-me ingratidão. Acusada injustamente, é inacreditável! As ilusões, inocência,  perdem-se, inevitavelmente, neste percurso ininterrupto, em que me infligem danos indescritíveis. Agora, técnicos laboratoriais, ironicamente, apelidam-me de mal-cheirosa, insalubre A mim, inodora nascida, indispensável à vida, insubstituível!
Helena Rosinha, 66 anos, Vila Franca de Xira
Desafio nº 185 ― palavras com i


Sem comentários:

Publicar um comentário