19/12/19

Maria João Cortês ― desafio 188


NESte último mês de Outubro, a chuva teimava em cair, por vezes com tanta força que fazia TREmer as vitrines e as janelas de vidro.
O MEtro tinha ficado alagado e o CImo das árvores, já sem folhas apresentava-se quebrado.
MENtalmente relembrei aquele dia tenebroso de há uns anos, em que a tempestade, com chuva intensa, provocou derrocadas arrastando tudo e TOdos os que se apresentavam à frente.
Ao relembrar esse dia tive um ESTREMECIMENTO de horror.
Maria João Cortês, 77 anos, Lisboa
Desafio nº 188 ― sílabas de estremecimento