30/06/20

Rosélia Bezerra ― desafio 212

Um milagre guardado na esperança...
Confirma que se antecipará a bonança,
Espero na certeza do poder da ciência,
Não devo esmorecer, sem elegância.

Esperança, fonte de vida.

Às apalpadelas, em visões embaçadas,
Enchendo-me de coragem, fé sinceras,
Espero na convicção da temperança,
Não devo sucumbir, sem perseverança.

Esperança, força na lida.

Pelos vales verdes e campos cerrados,
Na imaginação, refrescantes e floridos,
Espero soluções imediatas que surgirão,
Não devo contristar meu pobre coração.

Esperança, firmeza de espírito.
Rosélia Bezerra, 65 anos, ES, Brasil