09/10/20

Diogo S – desafio 26

Tens que me desculpar, mas sempre que te vejo, observo uma luz incandescente, deixando-me muito feliz.

Hoje, por entre uma porta entreaberta, os teus cabelos foram luz que iluminou o corredor, deixando-me surpreendido, porque não imaginava a tua presença por aqui.

Caminhavas silenciosamente, tal como uma sereia! Não me reconheceste. Ao olhar-te, esperei ansiosamente ver o perfil do teu rosto, mas nem sequer te viraste. Compreendo, os teus pensamentos absorviam-te completamente. Como gostaria que os partilhasses comigo!

Diogo S, 15 anos, EPADRC, Alcobaça, Prof.ª Fernanda Duarte

Desafio nº 26 – dedicatória para alguém

Sem comentários:

Publicar um comentário